Fórum Amazônico de Saúde Mental discutirá em Manaus construção de rede psicossocial

Uma rede de saúde mental está sendo construída e entrará em debate durante o 3º Fórum Amazônico que irá tratar o tema “Construção de possibilidades em Saúde Mental com os povos da Amazônia”, em Manaus de 29 a 31 de maio. O Acre leva para o encontro apresentação sobre a Rede de Atenção Psicossocial (Raps), com destaque para os avanços conquistados e os desafios que se impõe com a implantação da rede. Na apresentação também serão mostradas as demandas desencadeadas pela necessidade de tratamento no âmbito do SUS de pessoas com sofrimento ou transtornos mentais e vítimas do uso de crack, álcool e outras drogas.

O momento é considerado importante tendo em vista o decreto presidencial 5078/2011 que regulamenta o SUS e a portaria 3088/2011 do Ministério da Saúde que institui a Raps. Diante desses documentos do aparelho regulador, o Acre e demais estados amazônicos estão em processo de reorganização da rede psicossocial com seus departamentos e discussão com os municípios.

Na programação do fórum está incluída a Oficina Processos de Trabalho no Centro de Atenção Psicossocial (Caps), ministrada por equipe do Ministério da Saúde da qual participam representantes do Caps Nauas, de Cruzeiro do Sul e Álcool e Drogas (CAPSad). Outro ponto importante do evento é a realização do Planejamento Estratégico para a implantação das Raps. Entre os assuntos que serão abordados esta a medicalização, criança e adolescente, álcool e outras drogas, cuidando do cuidador e cuidado com quem sofre.

O Estado leva na bagagem a experiência da recente criação, em 22 de maio, de grupo condutor de criação da Rede de Atenção Psicossocial composto por 15 organizações governamentais e não governamentais representativas de toda a sociedade.  O 3º Fórum Amazônico de Saúde Mental acontecerá no auditório Eulálio Chaves, da Universidade Federal do Amazonas.