“Alagação nunca mais”, diz beneficiado com casa da Cidade do Povo

ENTREVISTA DE NOVAS FAMILIAS PARA CIDADE DO POVO
A família está empolgada com a mudança (Foto: Luciano Pontes/Secom)

Quando Agleison Gama se casou com Marinês Peres, foram morar na casa da mãe dele. Três filhos depois, perceberam que era preciso ter sua própria morada. Há cinco anos mudaram-se para o bairro Triângulo Novo, no Segundo Distrito da capital acreana. No entanto, o bairro está em área de risco de alagação e todos os anos, quando a água sobe, a família precisa ir para o abrigo no Parque de Exposições. A casa fica apenas com o telhado  fora, conforme atesta a marca da água próxima ao teto.

“Minha filha mais nova é especial e é muito difícil na época da alagação, porque temos que ter cuidados com ela. Ela tem dificuldades pra se locomover, mal ouve e mal fala, então todas as dificuldades ficam pioradas”, explica a mãe. “Neste ano, fui empilhando as coisas uma sobre as outras, mas a água veio  de uma vez e não deu tempo de tirar, perdemos quase tudo”, lamenta Agleison.

A família fez a inscrição para receber uma casa ainda no abrigo e desde 2009 aguarda ser contemplada. Há duas semanas fez vistoria da sua residência na Cidade do Povo: “Nós estamos muito felizes, porque agora a gente vai poder ter nossas coisas. Poder comprar, sabendo que não vai perder e a água levar”, afirma Agleison.