acolhimento

Estado oferece programa de apoio psicológico aos servidores da Saúde

No Acre são cerca de 4.175 notificações de infecção por coronavírus entre os profissionais da Saúde. Dessas, 920 casos já foram confirmados

Carl Jung, psicanalista suíço e fundador da psicologia analítica diz que “devemos conhecer todas as teorias, dominar todas as técnicas, mas ao tocar uma alma humana, que sejamos apenas outra alma humana”. E é essa filosofia que os servidores da Saúde colocam em prática todos os dias.

Esses profissionais cumprem plantões de 12 horas ou mais, às vezes têm, inclusive, outros empregos. Em tempos de coronavírus, a ida e permanência no local de trabalho se tornaram mais perigosas e, consequentemente, a pressão psicológica aumenta e a psique (alma, espírito e mente) sentem.

Pensando nisso, e objetivando a saúde psicológica desses profissionais da linha de frente do enfrentamento à Covid-19, a Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre), por meio da Divisão de Vigilância em Saúde do Trabalhador (DISAT), lança nesta quinta-feira, 30, o Programa de Acolhimento Psicológico Remoto aos Servidores da Linha de Frente à Covid-19 (Acovida).

“Os atendimentos serão realizados via teleconsulta por psicólogos do Núcleo de Assistência à Saúde do Trabalhador e, caso necessário, os profissionais serão encaminhados para atendimento presencial no Centro Estadual de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest)”, explicou a coordenadora do Cerest, Eliane Costa.

Os profissionais que buscarem a Policlínica do Tucumã para realizar a testagem para coronavírus, se sentirem a necessidade, também podem procurar a psicóloga da unidade. Os atendimentos serão agendados pelo link: https://bityli.com/acovida-acre, além do QRcode para direcionar ao Link de atendimentos virtuais, além do e mail: acovida.acre@gmail.com.