cultura

Escritora acreana lança livro na Biblioteca Pública Adonay Barbosa

A escritora Gabriela Nascimento lançou na noite de sexta-feira, 4, o livro “Sussurro”, na Biblioteca Pública Adonay Barbosa. A obra faz parte dos projetos aprovados na lei de Emergência Cultural Aldir Blanc.

Autora de “Sussuro” Gabriela Nascimento. Arquivo Pessoal.

Há muito tempo a escritora desejava publicar uma de suas obras. “Sempre sonhei em publicar um livro, mas eu nunca mostrava o meu trabalho antes, então o lançamento desse livro, para mim, é uma superação pessoal”, conta a autora.

A narrativa trata de um romance com um toque dramático inspirado em fatos reais e desenvolvido sob uma trama fictícia. O enredo engloba duas amigas, uma delas é Kiara, que luta contra seus traumas aos quais vivenciou junto à irmã mais velha. As duas personagens foram abusadas sexualmente pelo padrasto.

“A parte real da história me inspirou muito a conhecer o caso dessa família. O sofrimento de todos eles, saber como dói enfrentar a justiça e os traumas de um abuso sexual. Ver o quanto estas pessoas precisaram ser fortes, foi o que me inspirou a escrever.”, explica Gabriela Nascimento.

Do outro lado da história, Cibele também viveu episódios de violência sexual e luta contra as consequências disso tentando se tornar escritora e, graças a sua amiga Kiara, acaba entrando em um concurso de poesias e adentrando no universo dos escritores.

A escritora pauta um pouco sobre sororidade feminina, ressaltando a importância do apoio das mulheres em situações de assédio e abuso. A partir dessa mensagem: “Queria que soubessem o quanto elas são fortes, o quanto lutaram e continuam sendo boas, mesmo sem razão para continuar, o quanto algumas pessoas têm uma história difícil, e que às vezes a gente reclama por tão pouco, têm um pouco sobre isso também, de como as mulheres podem se ajudar.”, explica a autora.

O livro estará disponível de forma física e digital na Amazon e demais bibliotecas da cidade.

Sobre a autora

Gabriela Nascimento, tem 23 anos, é engenheira agrônoma e acadêmica de Jornalismo. Natural da cidade de Cruzeiro do Sul (AC), mas cresceu no Guajará, no interior do Amazonas. Foi criada em uma família de professores e pedagogos, por isso ler e escrever sempre fizeram parte de suas vivências.

Anúncio do lançamento do livro Card: Divulgação.