Feira Literária

Escola Serafim da Silva Salgado promove feira literária

A Escola de Ensino Fundamental Serafim da Silva Salgado, localizada na região da baixada, promoveu neste sábado, 28, a VIII Feira Literária, com salas temáticas apresentadas por alunos do 6º ao 9º ano, baseada na literatura e escrita.

Um sábado em que os alunos puderam expor todos os seus conhecimentos e suas habilidades artísticas com conteúdos expostos acerca de uma rica literatura. Todo um contexto literário explorado com bastante significância para o ensino e aprendizado na capacidade dos alunos de produção, sob orientação de seus professores.

Salas temáticas apresentadas por alunos do 6º ao 9º ano, baseada na literatura Foto: Jorge Wlliam Ascom/SEE

O objetivo da feira literária é fomentar o gosto pela leitura durante as etapas de escolaridade, de modo que o professor seja mediador entre o aluno e o livro, fazendo com que a leitura tenha sentido e esteja contextualizada, interpretando-a e atribuindo-lhe algum significado. É o momento de fortalecer o contexto do currículo escolar. É o período em que a escola se prepara com seus alunos para apresentar tudo que eles trabalharam durante o bimestre que envolve a leitura e a escrita.

As apresentações da feira aconteceram em forma de explicação dos assuntos expostos, em forma de teatro e apresentação de vídeos com entrevistas, produzidas pelos próprios alunos. Uma prática pedagógica muito apreciada por alunos e professores.

Apresentação de “causos do seringal” Foto: Jorge William Ascom/SEE

A escola se uniu e a coordenadora pedagógica juntamente com a coordenadora de ensino, professores e o gestor, planejaram a feira e os alunos foram incluídos na preparação e apresentação. Toda a comunidade escolar se dispôs a participar e colaborar.

“Esse trabalho vem sendo desenvolvido desde o início do ano letivo escolar, vamos desenvolvendo os conteúdos e os trabalhos que vamos apresentando e fazemos um apanhado, para apresentarmos na feira novamente. O envolvimento dos alunos é muito importante, pois eles aprendem muito mais quando eles fazem na prática. A feira mostra o envolvimento deles, às vezes a gente acha que não vai dar certo, é difícil executar um trabalho desses, mas agora é o momento de realmente vermos que dá certo, que vale a pena todo o esforço”, comentou Adriano Sérgio, professor de língua portuguesa.

As salas temáticas foram as seguintes: mostra de literatura de cordel, livros na caixa, crônicas e pizza literária, crônicas (estórias de Pedro Malazarte), vídeos-manual de sobrevivência, família e Serafim Notícias (um telejornal apresentado por alunos com as notícias sobre a escola), variações lingüísticas (Teatro com contos, causos do seringal), poetas do Serafim e arte de ler, o júri-simulado – defesa ou acusação (simulação de um julgamento) e o conto das fadas, com desfile das princesas.

Sala temática Conto das Fadas Foto: Jorge William Ascom/SEE

“Todas as salas são temáticas envolvendo tipos de leitura, textos, as tipologias textuais, fazendo com que os próprios alunos produzam as redações, os cordéis e todas as informações que estudaram durante o bimestre e apresentem na feira literária que veio para fortalecer a aprendizagem dos alunos. Essa é a importância da feira”, destacou o professor Veridiano Lima, gestor.

Peça teatral sobre as “Estorias de Pedro Malazarte” Foto: Jorge William Ascom/SEE

“Eu gostei muito da feira, com as dinâmicas saímos mais da parte teórica e podemos aprender muito mais. É muito melhor do que ficarmos somente dentro da sala de aula, na mesma coisa e essa feira foi bem divertida, tivemos todo um planejamento”, citou Maísa Araújo, aluna do 8º ano.

A Feira estava repleta de novidades, com personagens dos contos de fadas, personagens da literatura brasileira, murais e painéis bem coloridos e divertidos, muita criatividade com o envolvimento de todos os alunos e professores. Todos os trabalhos estavam muito bem elaborados, bem preparados e os alunos afinados com os temas.