Enchentes: Eduardo Farias e secretários inspecionam parque da Expoacre

Ação faz parte do Plano de Contingência e reafirma preparo da Prefeitura para enfrentar possíveis alagações em Rio Branco

visita_expoacre_adonay_melo__4.jpg
visita_expoacre_adonay_melo__1.jpg

Prefeito em exercício: Rio Branco está preparada para uma possível alagação (Foto: Adonay Melo)

O prefeito de Rio Branco em exercício, Eduardo Farias, inspecionou nesta quarta-feira, 12, o parque de exposições da Expoacre, na rodovia AC-40, em ação do Plano de Contingência de Enchentes 2011, lançado na semana passada pela Coordenadoria Municipal de Defesa Civil.

Acompanharam o prefeito os secretários de Assistência Social, Estefânia Pontes; de Saúde, Osvaldo Leal; de Serviços Urbanos, Ozias Bezerra; de Obras Públicas, Claudia Cunha, e assessores do gabinete do prefeito. A inspeção, cujo objetivo foi avaliar o parque, foi comandada pelo coordenador em exercício da Defesa Civil, major George Santos. O parque da Expoacre é o primeiro abrigo a ser adotado pela Defesa Civil.

Não há sinais contundentes para enchentes em Rio Branco, mas a Prefeitura está pronta para atuar com toda sua estrutura caso o rio Acre suba além das cotas normais, alagando casas e bairros. O Plano de Contingência de Enchentes é o conjunto de ações integradas entre órgãos municipais e estaduais para reduzir os impactos de desastres naturais causados pela cheia do rio Acre e seus afluentes nas áreas rural e urbana de Rio Branco. O parque da Expoacre deve passar por adequações para atender todos que dele necessitarem.

A ação de atendimento aos desabrigados mobiliza entre 100 e 800 pessoas e envolve todas as secretarias municipais. O Governo do Estado e outras instituições são parceiros e colaboram. Este ano, se necessário, o atendimento aos primeiros desabrigados será agilizado com uma estrutura prévia, montada antes de o rio chegar à cota de alerta.

O nível do rio Acre vem registrando os menores níveis dos últimos anos, o que não exime o poder público de acionar o planejamento para enfrentar uma possível cheia e suas consequências. O Plano de Contingência foi apresentado em encontro que reuniu todos os secretários municipais.  “Ninguém quer que isso ocorra, mas a Prefeitura está pronta para uma eventualidade”, disse Eduardo Farias.