Investindo na Educação

Educação realiza visitas e inicia preparativos para os novos investimentos em Sena Madureira e Bujari

As visitas do secretário Mauro Sérgio Cruz, juntamente com a equipe técnica da Secretaria de Educação, Cultura e Esportes (SEE) em Sena Madureira esta semana iniciaram pelo Instituto Santa Juliana. O prédio foi inaugurado em 1923, quando Sena Madureira era a capital do Departamento do Purus, sendo o mais antigo do estado.

Conforme anunciado, o local será totalmente revitalizado e passará a funcionar como um centro educacional, cultural e tecnológico, com teatro, biblioteca, cinema, sala de informática, dentre outros espaços.

Atual gestora e ex-aluna do Instituto Santa Juliana, Arturiete Gonçalves, acompanhou a visita Foto: Mardilson Gomes/Ascom SEE

Para quem passou a infância e adolescência por aquelas salas de aula, hoje com mais de 26 anos como servidora e oito deles como gestora da escola, fica difícil segurar a emoção, segundo conta a gestora Arturiete Gonçalves. “Eu fui aluna dessa escola, então é muito emocionante hoje, ao final de dois mandatos como gestora do Santa Juliana, ver um governo agora olhar por essa instituição de ensino”.

A equipe, composta por engenheiros e arquitetos, iniciará, a partir da visita, a elaboração do projeto de reforma e planejamento da obra. Segundo o secretário, há muitos projetos para o município, porém a reforma do Instituto Santa Juliana é um dos mais grandiosos e ousados.

O prédio da escola é o mais antigo do Acre, inaugurado em 1923. Foto: Mardilson Gomes/Ascom SEE

“Esse colégio é um marco. Nós precisamos revitalizar, recuperar a memória desse prédio por tudo aquilo que ele representou em prol da educação em nosso estado. E ter um espaço que possa servir de referência para todos os alunos que moram em Sena Madureira, servirá também para melhorar a qualidade do ensino”, afirma Cruz.

A equipe também visitou o local onde será construído o colégio militar do município, cuja gestão será do exército brasileiro. A escola terá uma área construída em torno de 10 a 12 mil metros quadrados e o terreno está em fase de regularização de documentação.

A implantação do colégio militar foi um compromisso assumido pelo governador com a comunidade de Sena Madureira. Foto: Mardilson Gomes/ Ascom SEE

Para o secretário municipal de Educação, Altemir Lira, a implantação do colégio militar no município é um sonho de toda a comunidade. “Nós recebemos essa notícia com muita alegria. Prontamente nossa prefeitura colocou o terreno à disposição e tudo está caminhando para que possamos iniciar o mais breve possível a construção dessa escola”.

Outra área visitada pela equipe foi a da Escola Rural Anjo da Guarda, localizada na comunidade Boca do Caeté. A escola atende em torno de cinqüenta alunos, do primeiro ao quinto ano do ensino fundamental. A estrutura de madeira da escola estava totalmente comprometida, pois, segundo a comunidade, desde a inauguração nunca havia passado por reforma, especialmente estrutural. Agora ela será inteiramente reconstruída.

A área da antiga Escola Anjo da Guarda será ampliada com a reconstrução. Foto: Mardilson Gomes/ Ascom SEE

“A intenção é entregarmos essa escola no dia 25 de setembro, durante o aniversário de Sena Madureira, com a presença do governador Gladson Cameli. Será mais um presente para a educação do município e pra essa comunidade tão dedicada”, afirmou o secretário de educação, Mauro Cruz.

No Bujari

Na passagem pelo município do Bujari, o secretário e equipe da SEE fizeram visitas ao Núcleo da Educação, a um terreno que possui uma construção abandonada, para avaliar a possibilidade da construção de uma escola de ensino médio e, por último, visita à Escola de Ensino Fundamental e Médio São João Batista.

A prova do Sistema de Avaliação da Educação Básica – SAEB acontece em outubro em todo o país. Foto: Mardilson Gomes

Na oportunidade, o secretário conversou com os estudantes sobre a meta de melhorar os índices da educação básica (Ideb) no estado e também destacou o anúncio feto pelo governador sobre os novos modelos para o uniforme escolar e que, a partir do ano letivo de 2020, os alunos receberão gratuitamente os uniformes.