Educação

Educação realiza semana de formação para os profissionais de Cruzeiro do Sul

A primeira semana de fevereiro de 2020 iniciou movimentada para a educação estadual no Vale do Juruá, com uma extensa programação que começou na segunda-feira,3, com a posse dos gestores escolares, na terça 4, a primeira Formação Docente Unificada, realizada pela Secretaria de Estado de Educação, Cultura e Esportes (SEE), seguindo com a formação do Censo Escolar e a formação para os educadores alimentares. A programação das formações se estende até sexta-feira, 7.

São aproximadamente 400 profissionais das escolas urbanas e rurais de Cruzeiro do Sul que participam da capacitação, entre eles professores, coordenadores de ensino e coordenadores pedagógicos.

A formação dos professores é promovida pela Diretoria de Ensino da SEE que trabalha com os grupos divididos em turmas, por modalidades. Na escola de Ensino Médio Professor Flodoardo Cabral – turmas de Ensino fundamental I e II, no Centro de Educação Profissional (CEDUP) – turmas de Ensino Médio, e na Escola Valério Caldas Magalhães – turmas de Educação de Jovens e Adultos (EJA).

A formação dos professores tem como objetivo alinhar informações e orientações para o início do ano letivo Foto: Cedida

Segundo Rocinete Santos, coordenadora de Ensino do Núcleo da SEE em Cruzeiro do Sul, a formação dos professores contribui com o alinhamento das informações e orientações necessárias para execução dos trabalhos ao longo do ano letivo.

“Estamos confiantes e cheios de perspectivas para este ano letivo que se inicia. Essa é uma etapa de formação que iniciou em janeiro, e estamos encerrando agora, após a posse dos novos gestores, com o objetivo de ofertar maior qualidade de ensino”, concluiu.

Censo Escolar

Técnicas do Censo escolar, que atuam no setor de Divisão de Estudos e Pesquisas Educacional da Secretaria de Educação do Estado, também estiveram no auditório do Núcleo da SEE do município, reunidas com gestores, coordenadores administrativos e secretários das escolas para uma formação sobre o fechamento do Censo Escolar 2019.

“Estivemos reunidas com os gestores que participaram da matrícula inicial e agora nos reunimos com os gestores que estão chegando às escolas para encerrar o ano escolar”, explicou Elba Ferreira, uma das técnicas.

Elba Ferreira, Técnica do Censo Escolar da SEE, esclarece dúvidas sobre o fechamento do Censo Escolar 2019 Foto: Cedida

Salientou ainda: “Esses gestores têm que ser cadastrados dentro da plataforma do Educacenso para o preenchimento dos dados anuais, índices de aprovação e reprovação dos alunos, e assim trabalhar o Ideb da escola, um desafio do ano de 2019 para quem está assumindo as escolas.”

O fechamento é uma das principais funcionalidades do Sistema Educacenso, no qual é possível validar os dados que foram inseridos durante toda a coleta, assegurando a confiabilidade de informações.

É uma ferramenta obrigatória para que a escola tenha dados considerados na matrícula inicial do Censo 2020. Isso significa dizer que se a escola não realizar o fechamento terá seus dados desconsiderados.

Formação para Educadores Alimentares

A nomenclatura é nova, mas a função de merendeira escolar é antiga. Com o intuito de valorizar todos os profissionais que atuam dentro das unidades de ensino, o governo do Acre reconheceu esses profissionais como “Educadores Alimentares das Escolas da Rede Pública Estadual”.

Uma média de 160 educadores alimentares participam da formação Fotos: Cedidas

Em prol de uma educação de qualidade, os alunos da rede estadual de educação, além de ganhar dois uniformes, serão contemplados com a ampliação da merenda escolar, ou seja, duas refeições diárias. E para esse projeto dar certo, o Governo do Acre, juntamente com o Gabinete da primeira-dam, e a Secretaria de Educação, através do Departamento de Formação e Assistência Educacional e da Divisão de Merenda Escolar, oferta a primeira Formação para Educadores Alimentares.

A atividade acontece inicialmente no auditório e posteriormente na cozinha da Escola Estadual de Ensino Médio Professor Flodoardo Cabral. Contemplará uma média de 160 educadoras alimentares e tem por objetivo ofertar a teoria e a prática da manipulação de alimentos, bem como o planejamento e a organização do tempo, já que serão oferecidas duas refeições diárias.

 

Últimas notícias

Saúde 03/06/2020 - 12h16min

Nota Pública

enfrentamento da pandemia 03/06/2020 - 10h27min

Governo do Estado decreta ponto facultativo no dia 5 de junho

Medidas contra Covid-19 em Assis Brasil 02/06/2020 - 11h03min

Nota Pública