presidente do tj

Desembargadora Waldirene Cordeiro assume governo do Acre pelos próximos 6 dias

Em uma clara demonstração de respeito à lei e harmonia entre os poderes, o governador Gladson Cameli, na manhã desta quarta-feira, 12, precisou se ausentar do Acre, para o cumprimento de agenda em Porto Alegre (RS), e passou o cargo em regime de exercício para a desembargadora Waldirene Cordeiro, presidente do Tribunal de Justiça do Estado (TJAC). O ato de assinatura do termo de transmissão se deu no Palácio Rio Branco, na capital.

A desembargadora assumirá as funções como governadora em exercício até o dia 18 de janeiro. Foto: Odair Leal/Secom

No Sul do país, Cameli e sua comitiva apresentarão as potencialidades do Acre aos investidores gaúchos. O principal objetivo é atrair novos empreendimentos ao estado, para fomentar o fortalecimento da economia local por meio da geração de emprego e renda.

“Há muito tempo não tínhamos uma mulher à frente do Poder Executivo em nosso estado. Fico lisonjeado em deixar o Acre em tão boas mãos. Fique à vontade para o desempenho das funções no cargo, a equipe estará à disposição para ajudá-la no que for preciso. Seja muito bem-vinda”, disse o governador.

Gladson Cameli vai a Porto Alegre para cumprimento de agenda oficial. Foto: Odair Leal/Secom

Na ausência do vice-governador, Wherles Rocha, que segue em tratamento de saúde, e do presidente da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), Nicolau Junior, que está em recesso, a próxima na linha de sucessão é a presidente do Tribunal de Justiça, Waldirene Cordeiro, que assume o cargo até o próximo dia 18 de janeiro, quando deverá devolver as funções ao governador.

A desembargadora é a quinta mulher na história do Acre a ocupar o posto, sendo a primeira Iolanda Fleming, em 1986, tida como a primeira mulher a governar um estado brasileiro, depois Nazareth Araújo, vice-governadora do Estado de 2015 a 2018, a desembargadora Cezarinete Angelim, em 2016 e a também desembargadora Denise Bonfim, em 2018.

O rito de passagem do cargo se deu no Palácio de Rio Branco. Foto: Odair Leal/Secom

Breve currículo

Em um breve resumo de sua carreira, Waldirene da Cruz é bacharel em Direito pela Universidade Federal do Acre (Ufac), foi procuradora jurídica, também promotora de justiça do Ministério Público e tomou posse em 2012, como desembargadora, passando a integrar 2ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado.

“Faz parte do rito entre os poderes o ato de passagem do cargo na ausência dos titulares. Os trabalhos serão mantidos com vêm sendo desenvolvidos pelo governador e é uma satisfação estar à frente de um outro poder, ainda mais sendo mulher. É uma honra ter esta passagem pela história do Acre. Podem contar comigo para vencermos este desafio juntos”, afirmou a governadora em exercício.

Waldirene da Cruz é presidente do Tribunal de Justiça do Acre. Foto: Odair Leal/Secom

Estiveram presentes ao rito de passagem do cargo o desembargador Elcio Mendes, corregedor do Tribunal de Justiça, o vice-presidente da instituição, Roberto Barros, os juízes auxiliares Leonardo Gross e Andreia Brito, além da chefe de gabinete Ellen Silva.