no interior

Depasa suspende atendimento presencial e mantém ações emergenciais durante alta no número de casos de covid-19

Diante do aumento do número de casos de covid-19 pela variante ômicron e de síndromes respiratórias entre os servidores do Departamento Estadual de Água e Saneamento (Depasa), a autarquia suspendeu o atendimento presencial nas unidades do interior do estado, mantendo apenas serviços essenciais e emergenciais.

Com aumento de casos de covid, Depasa suspende atendimento presencial e mantém serviços emergenciais. Foto: Clemerson Ribeiro/Depasa

“Nas unidades do interior, alguns funcionários já estão afastados, e com isso precisamos priorizar os serviços essenciais, como captação, tratamento e distribuição de água”, explica o diretor de Operações do Depasa, Alan Ferraz.

Com o quadro de servidores reduzido, as equipes de combate a vazamentos têm priorizado quebras de rede de maiores proporções, ou rompimentos de adutoras (tubulações que transportam água das ETAs até os reservatórios). A diretoria acompanha de perto a situação de pandemia, orientando as ações conforme a realidade de cada município.

A medida de atendimento emergencial será mantida até que se tenha situação de maior segurança para servidores e usuários do Depasa. “A saúde de todos está em risco e as medidas primam pelo cuidado com os servidores e respeito às pessoas que precisam dos nossos serviços. Pedimos  a compreensão de todos, pois o governo segue empenhado em garantir todos serviços essenciais e atender a população da melhor maneira,” ressaltou a presidente do órgão, Waleska Bezerra.