Regularize

Depasa leva programa de regularização de débito aos bairros da capital

Campanha começa na Baixada da Sobral

Departamento Estadual de Água e Saneamento (Depasa) inicia nesta quarta-feira, 23, no Centro de Atendimento ao Cidadão (CAC) da Sobral, nova série de ações do Programa de Regularização de Débito (Regularize). A iniciativa objetiva  garantir maior comodidade aos usuários em débito e que desejam regularizar sua dívida com o Depasa.

O consumidor poderá pagar seus débitos à vista ou de forma parcelada, com desconto de até 95% sobre encargos e multas, conforme tabela definida na resolução que autoriza a instituição do programa.

O Programa Regularize abrange todos os débitos dos usuários referentes ao consumo de água, esgotamento sanitário ou qualquer outra prestação de serviço vencidos até o dia 25 de junho de 2019, podendo ser pagos à vista ou negociados em até 60 parcelas. Os débitos em procedimentos judicializados também poderão fazer parte do programa.

Iniciativa objetiva dar mais comodidade ao usuário Foto: Diego Gurgel

Para a efetiva contratação do parcelamento, o consumidor deverá se dirigir ao CAC da Sobral com documentos pessoais e informar o número de matrícula no Depasa para atualizar seus dados cadastrais no sistema de gestão comercial do Depasa.

Além do atendimento no CAC, o Regularize também estará disponível aos usuários do Depasa na Central de Atendimento da OCA e em todas a agências do Depasa no interior do estado.

Regularize

Atualmente, no sistema do Depasa, há 120 mil usuários cadastrados. Para a administração do órgão esse número equivale a apenas 40% do total de usuários que efetivamente consomem a água coletada, tratada e distribuída pelo órgão. O recadastramento não é feito desde 2001. Entre os usuários cadastrados, 50 mil não possuem hidrômetro e pagam taxa mínima no valor de R$17.

Com a estrutura atual, o Depasa produz 1.000.360.000 m³/h de água, mas recebe apenas 18% do valor que deveria receber pela quantidade de água que coleta e distribui. A inadimplência chega a 45%.

Com apenas 18% de arrecadação, inadimplência e o índice de desperdício em torno de 60%, o Depasa ainda depende de repasse do governo para garantir a manutenção do sistema. O programa de parcelamento é importante para que a concessionária de serviços de água e saneamento no Acre possa investir na melhoria do sistema e na qualidade do atendimento aos usuários.

“Com o programa damos oportunidade para que a população possa negociar suas faturas em atraso, ficar em dia com o Depasa podendo, assim, garantir os recursos para que tenhamos a estrutura que precisamos para oferecer água em maior quantidade, com qualidade e melhor atender também nossos usuários”, lembra o diretor presidente do Depasa, Zenil Chaves.