novo sistema

Com instalação de rádios e antenas, Segurança amplia cobertura na comunicação

O sistema de comunicação entre o policiamento ostensivo e as bases operacionais da Segurança Pública está sendo ampliado pelo governo do Acre em duas frentes. A primeira medida começou nesta segunda feira, 31, com a instalação de rádios em 100 viaturas da Polícia Militar, Polícia Civil e Corpo de Bombeiros Militar, além de 210 rádios portáteis. Na comunicação fixa, a Secretaria de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) vai instalar cinco rádios fixos e seis antenas de baixo e médio alcance.

Sistema de comunicação entre o policiamento ostensivo e as bases operacionais da Segurança Pública está sendo ampliado pelo governo do Acre Foto: Ascom/Sejusp

O serviço está sendo executado por uma empresa do Rio de Janeiro contratada pela Sejusp com apoio do Departamento de Modernização, Tecnologia e Comunicação. “Os equipamentos possuem sistema digital criptografado inviolável, que impede que outros rádios sintonizem a frequência da Polícia”, explica o tenente da PM Maicon Viga, chefe do setor.

Na segunda fase, a Sejusp vai instalar seis antenas, de baixo e longo alcance, integrando a comunicação entre o Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp) e os batalhões no interior do estado.

Equipe técnica instala rádio em viatura da Polícia Militar Foto: Ascom/Sejusp

As torres serão instaladas em pontos onde a comunicação entre as bases e as unidades móveis vêm exigindo maior alcance. Cruzeiro do Sul, Mâncio Lima e Rodrigues Alves, no Juruá, vão receber uma torre cada. Tarauacá também será contemplada. Na capital, o reforço na comunicação vai ampliar o alcance na área do Segundo Distrito e na região da Transacreana.

Parceria com a Polícia Rodoviária Federal

Essa etapa do programa vai fortalecer ainda mais a parceria da Segurança Pública do Estado com a Polícia Rodoviária Federal, que já dura mais de quatro anos. Segundo Viga, a Sejusp vai compartilhar com a Polícia Rodoviária Federal o uso das duas antenas que forem instaladas na capital.

Para o gerente do Programa do Rádio Digital da PRF, Mac Maillan Diniz, o uso compartilhado da estrutura de comunicação entre as polícias vai garantir uma economia de quase R$ 25 milhões do dinheiro público. “Em vez de a gente construir uma estrutura para cada instituição, vamos compartilhar a mesma rede, as mesmas antenas, integrando ainda mais o trabalho das forças de segurança”, explicou.

Instalação de torres de longo alcance

Também na segunda etapa do programa, a Sejusp vai instalar três estações de rádio-base (ERB) de 60 metros de altura, equipamentos com capacidade de longo alcance. Para reforçar a cobertura e evitar que o sistema fique inoperante em caso de problema nas torres em funcionamento, o secretário de Justiça e Segurança Pública, coronel Paulo César Santos, determinou abertura de processo de licitação para aquisição e implantação do sistema de dualidade, com mais 25 ERBs. O suporte reserva será acionado toda vez que ocorrer uma pane em uma das torres.