Enchente

Com alagação no Jordão, governo inicia os trabalhos de assistência aos desabrigados

Com as constantes chuvas dos últimos dias no Acre, o município do Jordão sofre atualmente com a cheia do rio que leva o mesmo nome. O governo do Estado, por meio de uma equipe da Defesa Civil, já está coordenando os trabalhos de assistência e socorro às vítimas da enchente.

Governo do Estado, por meio de uma equipe da Defesa Civil, já está coordenando os trabalhos de assistência e socorro às vítimas da enchente. Foto: Cedida.

De acordo com a Defesa Civil, 70% da cidade está alagada e, até o momento, levantamentos apontam que existem 76 famílias desabrigadas, o equivalente a 340 pessoas.

“Estamos realizando a remoção das famílias atingidas e o monitoramento e coordenação dos abrigos da prefeitura, para garantir que a população tenha a assistência necessária”, destacou o coordenador da Rede de Alerta e Monitoramento de Eventos Críticos, coronel James Gomes.

De acordo com a Defesa Civil, 70% da cidade está alagada e 76 famílias estão desabrigadas Foto: Cedida.

De acordo com o coordenador, as informações sobre o nível do rio e situação da população são coletadas e monitoradas, para em seguida serem enviadas para a Defesa Civil Nacional.

“A Defesa Civil do Estado reúne as informações das defesas municipais e, caso seja necessário decretar situação de emergência para os municípios atingidos, elaboramos o levantamento e solicitamos os auxílios previstos pelo governo federal, conforme os pré-requisitos necessários”, explica Gomes.

Informações sobre o nível do rio e situação da população são coletadas e monitoradas, para em seguida serem enviadas para a Defesa Civil Nacional. Foto: Cedida.

A Coordenadoria da Defesa Civil de Rio Branco identificou nesta segunda-feira, 21, que também o Rio Acre ultrapassou a cota de alerta de 13,50 metros e que se aproxima da cota de transbordamento, que é de 14 metros.