No Bujari, Tião Viana entrega 11 títulos definitivos para igrejas

O governador Tião Viana esteve no começo da noite desta quinta-feira, 24, no pequeno município do Bujari, para entregar 11 títulos definitivos de terra a igrejas evangélicas. Foi um momento de reconhecimento para os líderes religiosos e toda a população, que, com os títulos em mãos, terão agora um novo leque de oportunidades para atender ainda mais a comunidade.

A comunidade evangélica se reuniu com Tião Viana para receber os títulos definitivos no Bujari (Foto: Sérgio Vale/Secom)
Comunidade evangélica se reuniu com Tião Viana para receber os títulos definitivos no Bujari (Foto: Sérgio Vale/Secom)

“Quase 100 igrejas já receberam o título em todo o estado. Com o título, um pastor pode chegar ao banco e conseguir um crédito para melhorar sua igreja para o povo. É um reforço principalmente no trabalho social das igrejas. E para este ano, queremos zerar a regularização fundiária no Bujari”, disse o governador Tião Viana durante a entrega.

O projeto do governo de regularização fundiária é feito pelo Instituto de Terras do Acre (Iteracre). Só para as 11 igrejas do Bujari, foi realizado um investimento de R$ 300 mil. “Nós comemoramos mais de 600 títulos entregues aqui em Bujari até agora. Se esses pastores fossem realizar a regularização sozinhos, cada um desembolsaria pelo menos R$ 10 mil”, explica o presidente do Iteracre, Glenilson Figueiredo.

Entre os pastores reunidos durante a entrega, Zacarias Filhos era um dos mais emocionados. “Na verdade, o Iteracre e o governo do Estado estão realizando sonhos. Não há funcionários nesse governo, há soldados, que estão dando uma oportunidade única para o Bujari”, declarou. A deputada federal Perpétua Almeida esteve presente e ressaltou: “Um momento como esse tem um significado muito grande. É dar apoio para que essas igrejas, que acolhem a dor do povo, sejam capazes de fazer um trabalho social muito maior”.

Para o prefeito do Bujari, Antônio Raimundo, o “Tonheiro”, é muito satisfatório ver o governo do Estado realizando um projeto tão importante dentro do Bujari como a regularização fundiária, além de ressaltar a parceria do Estado nos programas de piscicultura e de melhoramento de ramais. “Onze títulos parece pouco, mas não é. A igreja mais antiga do Bujari não tinha título. E para cada pastor que sai daqui com o título na mão, temos hoje a comunidade inteira do Bujari feliz”, disse.

Galeria de imagens