relações internacionais

Brasil, Bolívia e Peru lançam Corredor Turístico Trinacional Amazônico-Andino

A união entre Brasil, Peru e Bolívia consolidou nesta sexta-feira, 14, um avanço histórico para o fortalecimento do turismo entre os três países. Na cidade de Urubamba, região do Vale Sagrado dos Incas, representantes dos três países participaram do lançamento oficial do Corredor Turístico Trinacional Amazônico-Andino.

Governadores do Brasil, Bolívia e Peru lançaram, nesta sexta-feira, 14, o Corredor Turístico Trinacional Amazônico-Andino. Foto: José Caminha/Secom

No documento assinado pelos governadores do Acre, Gladson Cameli; de Pando (Bolívia), Regis Alencar; de Cusco (Peru), Jean Paul Benavente; e de Madre de Dios (Peru), Herlens Gonzales; os gestores assumiram o compromisso de estreitar as relações comerciais e turísticas entre os países.

Desde a Cordilheira dos Andes até a Amazônia, o potencial turístico desta região da América do Sul é um dos maiores do mundo. Com a retomada da economia no pós-pandemia, o grande desafio é estabelecer uma rota entre a maior floresta tropical do planeta e a mais extensa cadeia de montanhas da Terra.

A Cordilheira dos Andes, que faz parte da rota turística, forma uma das mais belas paisagens do mundo. Foto: José Caminha/Secom

Em seu discurso, Gladson Cameli enalteceu a iniciativa, que foi elaborada nos últimos dois anos, e enfatizou que o Acre está pronto para receber os turistas interessados em conhecer as belezas do estado mais ocidental do Brasil.

“O turismo é uma das melhores formas de movimentar a nossa economia e esse compromisso firmado entre nós será muito importante para criar novas oportunidades e melhorar a vida do nosso povo. O Acre está de portas abertas para receber o mundo”, afirmou.

Governador Gladson Cameli disse que o Acre está de portas abertas para receber turistas de todos os continentes. Foto: José Caminha/Secom

A região de Cusco é uma das mais visitadas da América Latina. Em 2019, ano sem pandemia, cerca de 4,4 milhões de turistas estiveram na cidade peruana. Com a criação da rota, a expectativa do governador Jean Paul Benavente é que esse número possa ser ainda maior.

“A partir de agora, temos um grande trabalho pela frente. A criação dessa rota, com a presença de quatro governadores, confirma o interesse comum em fortalecer o turismo. Com a pandemia superada, é hora de somar esforços para fazermos com que essa rota trinacional seja um sucesso”, enfatizou.

Representantes dos três países celebraram criação da rota turística. Foto: Diego Gurgel/Secom

Para o governador regional de Madre de Dios (Peru), Herlens Gonzalez, a formalização do corredor trinacional é a concretização de um sonho. “Espero que a integração entre os três países seja, de fato, uma realidade. É o que queremos e estamos dispostos a fazer com que isso aconteça”, argumentou.

Regis Alencar, governador do Departamento de Pando (Bolívia), disse estar empenhado na consolidação da rota turística. “Cada país tem suas características e, juntos, temos um potencial muito grande. No que depender de nós, vamos fazer todo o possível para que a nossa região seja ainda mais conhecida a nível mundial”, pontuou.