Bombeiro: profissão que salva vidas e patrimônios

(Foto: Gleilson Miranda/Secom)
No período da alagação, uma das tarefas mais difíceis e perigosas dos bombeiros é a retirada dos balseiros sob a ponte (Foto: Gleilson Miranda/Secom)

Eles não têm asas, nem superpoderes. São pessoas normais, mas sua elevada capacidade de se doar os torna especiais. Fortes e destemidos, arriscam suas vidas para outras salvar e enfrentam qualquer tipo de perigo para amparar os cidadãos. Nesta quinta-feira, 2, é celebrado o Dia Nacional do Corpo de Bombeiros Militar.

Até o ano de 2007, o Corpo de Bombeiros Militar do Acre (Cbmac) apresentava um efetivo de 300 homens. Ao longo dos últimos anos, a tropa foi ampliada para mais de 500 em todo o estado. Outro avanço que a corporação registrou foi a ampliação de oito quartéis, sendo quatro na capital e os demais no interior.

“Parabenizo os combatentes que dia e noite estão prontos para servir a sociedade, principalmente nos períodos de crise como as cheias e queimadas, quando deixam os seus lares para auxiliar no resgate e amparo daqueles que estão precisando de socorro”, destacou o comandante-geral, coronel Carlos Gundim.

Como tudo começou

O efetivo conta também com mulheres (Foto: Arquivo CBMAC)
O efetivo conta também com mulheres (Foto: Arquivo CBMAC)

Durante a instalação do Governo Provisório do Estado Independente do Acre, Luiz Galvez, por meio do Decreto nº 07, de 17 de julho de 1899, criou o embrião do que hoje é o Corpo de Bombeiros. A existência do serviço de extinção de incêndios era paralela à do serviço de polícia.

Já em janeiro de 1921, as Companhias Regionais de Polícias para aqui vieram com a missão de policiar a região e controlar incêndios. A tropa era acionada e, utilizando pás, enxadas, baldes d’água, areia e outros meios, extinguiam as chamas e evitavam a propagação, além de retirar bens materiais e prestar socorro às vítimas.

Em 1990, foi estabelecida a autonomia administrativa e financeira do Corpo de Bombeiros Militar do Acre. Em 14 de julho de 1991, foi criada a Defesa Civil Estadual. Já em 19 de dezembro do mesmo ano foi fixado o efetivo do Cbmac.

Atividades marcam o Dia do Bombeiro

Desde o dia 26 de junho, o Corpo de Bombeiros Militar do Acre realiza uma vasta programação envolvendo toda a tropa em competições esportivas e exposição de materiais, entre outros. Este ano, o encerramento das comemorações será no próximo domingo, 5, com a “corrida do fogo”.

Projeto social

O Bombeiro Mirim é um projeto social desenvolvido pelos militares do Corpo de Bombeiros que visa tirar os jovens da ociosidade, a fim de colaborar com a construção de uma sociedade melhor. Criado no ano de 2008, em Cruzeiro do Sul, o trabalho foi estendido aos demais municípios do Acre. A atividade já formou cerca de quatro mil meninos e meninas.