Assaltante de banco foragido do Mato Grosso é preso no Acre

Cristiano Julião da Silva apresentou nome falso à polícia acreana, mas não escapou da cadeia 

roberth_27012011.jpg

Delegado Roberth Alencar comandou as investigações (Foto: Assessoria Polícia Civil)

Policiais da Divisão de Investigações Criminais (DIC), sob o comando do delegado Roberth Alencar, prenderam Cristiano Julião da Silva, 24, foragido da Justiça do Mato Grosso, onde é sentenciado por roubo a banco. A prisão ocorreu na tarde de quarta-feira, 26, em uma residência do bairro Santa Inês, no segundo distrito da capital acreana.  

A polícia investigava uma quadrilha especializada em arrombamento de caixas eletrônicos que age em vários Estados. A suspeita era de que integrantes do grupo teriam migrado para o Acre. Cristiano Julião e um comparsa identificado por Eliabe Silva Melo, 18, natural de Rondônia, foram localizados depois de cruzar o país supostamente praticando roubos em terminais bancários. 

Conduzidos à sede da delegacia especializada, durante interrogatório, Cristiano se apresentou com o nome falso de Gildevan Vieira Araújo. A equipe do delegado Roberth Alencar descobriu que não existia registro civil em nome de Gildevan e aprofundou as pesquisa.

Através do departamento de inteligência, foi descoberto que a pessoa que se apresentava com o nome de Gildevan na verdade chama-se Cristiano Julião da Silva e possui duas ordens de prisão, conforme processo nº 858/2008, da Comarca de Cuiabá (MT), e é suspeito de integrar uma quadrilha especializada em arrombar caixas eletrônicos. 

A investigação revelou também que Cristiano frequentava a comunidade Morro do Alemão, no Rio de Janeiro, e teria vindo para o Acre “organizar” roubos em terminais bancários. O comparsa Eliabe Silva é investigado pelo mesmo crime e falsidade ideológica. “Vamos continuar averiguando o caso para  evitar que bandidos façam base no Estado”, destacou Roberth Alencar.