Agricultura Familiar tem destaque na III Feira Panamazônia

Este é o ano da agricultura familiar (Foto: Diego Gurgel/Secom)
Este é o ano da agricultura familiar (Foto: Diego Gurgel/Secom)

Na feira Panamazônia, existem duas tendas com  muitos feirantes trazendo produtos da agricultura familiar e meliponicultura. O destaque é resultado da parceria com a Central de Cooperativas e Empreendimentos Solidários (Unisol) e permitiu aos organizadores enfatizarem as cadeias produtivas locais, valorizando que 2014 foi escolhido como o ano nacional da agricultura familiar.

Antônia Nonata Guimarães trouxe verduras e frutas de um grupo de 16 produtores. Eles fazem parte da comunidade do Polo Wilson Pinheiro, localizada na Transacreana, quilômetro 17. Trabalho que tem apoio da Secretaria de Agricultura e Floresta (Safra), por isso sobrevivem vendendo sua produção em duas feiras na capital: quintas e sábado na feira em frente a Fundação Bradesco; e sextas e sábado na Feira Orgânica próxima ao Terminal Urbano.

“A Panamazônia vai nos dar um conhecimento melhor. Porque feiras fazem parte da nossa rotina, mas nunca participamos de uma feira maior, em que vem um público diferente. Estamos expondo para mais gente, e ser mais reconhecido é bom para nós”, explica Antônia, que divide com mais quatro a tarefa de comercialização e compartilha o entusiasmo com as vendas.

“Trouxemos um pouquinho de cada coisa”, exibe a agricultora – pepino, cebolinha, manga, cheiro-verde, acerola, banana, coco, capim-cidreira, e até mais exóticos, como ingá e abiu. O último,  também típico da Amazônia, tem a aparência semelhante ao cajá ou seriguela, no entanto, doce, com casca lisa e polpa gelatinosa, branca e uma semente. Não conhece? Então, mais um ótimo motivo para visitar a feira, que segue até domingo, no Horto Florestal.