reforço

Aeronaves do Estado dão suporte às ações de saúde, segurança e meio ambiente

As peculiaridades territoriais do Acre fizeram com que o governo do Estado investisse na aquisição de aeronaves para o reforço das ações do Centro Integrado de Operações (Ciopaer) e Diretoria de Operações Aéreas (DOA), da Casa Militar.

Os aviões servem para dar suporte às ações e serviços básicos do estado. Foto: cedida

As aeronaves oferecem suporte às ações das secretarias de Estado de Saúde (Sesacre), de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) e de Meio Ambiente (Sema), garantindo o transporte de pessoas e de materiais; salvamento e resgate de pacientes, apoio às operações de combate ao crime e fiscalizações do meio ambiente, dentre outras ações que são realizadas a partir desta parceria.

Nesta última semana, por exemplo, as aeronaves de asa fixa da Casa Militar realizaram o transporte de três pacientes com viagens entre Cruzeiro do Sul e Rio Branco. A distância entre os municípios é de 636,3km. De avião, o trajeto, dura em média, duas horas. Já de ambulância, esses pacientes em situação de risco levariam aproximadamente nove horas de estrada para chegar à capital e receber o devido atendimento.

As ações são divididas entre o Ciopaer e o DOA. Foto: cedida

Neste sábado, 19, o Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer), por meio do helicóptero Harpia 03, também fez o transporte de uma criança do Hospital Regional de Brasileia (HRB) para o Pronto-Socorro de Rio Branco. O coordenador da Diretoria de Operações Aéreas, Izandro Brito, destaca a importância do serviço.

“O uso de aeronaves em um estado com como o nosso, repleto de especificidades, é essencial para a manutenção dos serviços básicos, alcançando a todos nos lugares mais longínquos e distantes. Só na atual gestão, já foram adquiridas quatro aeronaves. Isso demostra o compromisso e preocupação que o governo tem com as pessoas”, frisou.