Acre vacina 98,87% do gado na campanha de novembro contra febre aftosa

Idaf ultrapassou a meta estipulada e vacinou 2.965.038 animais em todo o estado (Foto: Leônidas Badaro/Secom)

O Acre terminou a campanha de vacinação contra a febre aftosa de novembro comemorando a impressionante marca de 98,87% de todo o seu gado vacinado. As informações foram divulgadas pelo Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Acre (Idaf) nesta quarta-feira, 21.

Com um rebanho bovino de 3.002.273 cabeças no estado, a meta do Idaf era de vacinar 2,8 milhões de animais. Mas com um trabalho intenso, o Instituto chegou a 2.965.038 animais vacinados.

O diretor-presidente do Idaf, Ronaldo Queiroz credita o resultado ao corpo técnico da Instituição que avançou pelas regiões mais longínquas e isoladas do estado, preparado para todas as situações. A parceria com o Fundo de Desenvolvimento da Pecuária do Estado do Acre (Fundepec) e o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) também foram essenciais.

“Isso é um avanço muito grande para o estado. Estamos realmente muito felizes por chegarmos a esse número que é o maior na vacinação de animais no Acre, tudo isso por meio de uma equipe técnica profissional que não poupou esforços”, conta Ronaldo.

Desenvolvimento da pecuária no Acre

Em todo o Acre, existem mais de 20 mil propriedades rurais e há mais de 11 anos o estado é reconhecido pela Organização Mundial de Saúde Animal como zona livre de Febre Aftosa.

Em agosto deste ano, o Acre também se destacou com a inauguração do seu primeiro frigorífico de desossa de carne bovina. Antes, a carne com osso do Acre era enviada para outros estados, de onde só depois voltava com os formatos dos cortes encontrados no comércio varejista.

Além disso, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou na última semana o balanço do abate de bovinos no último trimestre. O Acre se destacou como o terceiro estado que mais abateu bovinos no período. Foram 10,59 mil cabeças de gado a mais no último trimestre, em relação ao trimestre anterior. O estado ficou atrás apenas de Rondônia e do Rio Grande do Sul.